Evolução de perda de peso após cirurgia bariátrica

Quando se fala em cirurgia bariátrica (gastroplastia), a perda de peso é o principal indicador de sucesso do procedimento. Com ela é possível verificar melhora nas condições clínicas em pessoas que apresentam alguma comorbidade e também na qualidade de vida.

Em todo o processo de emagrecimento após a cirurgia bariátrica do bypass gástrico em Y de Roux (Cirurgia de Fobi-Capella), espera-se que o paciente perca em média 40% de seu peso inicial e o mantenha em longo prazo.

Após a cirurgia conhecida popularmente como redução de estômago, do tipo bypass gástrico em Y de Roux ou Fobi-Capella, o que acontece é que o paciente perde, no primeiro mês, em torno de 10% de seu peso. Já no segundo mês a perda de peso média corresponde a 6% do peso inicial, passando a aproximadamente 4% no terceiro mês. Ou seja, em três meses terá perdido cerca de 20% do peso inicial. De forma gradual.

A perda dos demais 20% do peso, esperados no processo de emagrecimento do bypass gástrico em Y de Roux, acontece durante um ano, totalizando 18 meses. É importante ainda ressaltar que parte fundamental para a perda de peso no pós-operatório envolve atividade física e uma dieta adequada.

Algumas pessoas porém, podem passar por momentos em que o emagrecimento vai estacionar, fase chamada de platô. Contudo não é necessário se desesperar, visto que esta é uma reação normal do organismo à operação. Seguindo as orientações dos médicos e nutricionistas as fases de platô passam e a pessoa volta a emagrecer. Caso o paciente identifique que o período de platô está se tornando extenso deverá procurar seu cirurgião e nutricionista para rever a dieta.

Neste período as pessoas submetidas à cirurgia bariátrica devem evitar se pesar todos os dias para não sofrer estresse desnecessário. Pode haver inchaços antes e depois das refeições que levarão a variações de peso. A recomendação é pesar-se uma vez por mês, no dia da consulta com o cirurgião bariátrico ou nutricionista.

Lembrando que a cirurgia de redução do estômago não cura a obesidade, mas sim ajuda no seu controle devendo ser associada à reeducação alimentar e atividades físicas regulares ao menos três vezes por semana. É fundamental não comer gordura, fritura, doce e bebidas com gás. O que para muitos é chave do sucesso após a cirurgia bariátrica.

 





DR. Thales Delmondes Galvão              R. Barata Ribeiro, 237 - Bela Vista, São Paulo, 01308-000 &             Telefone: 11-3211-1200 / 11-3125-1222